A liderança pode ser desenvolvida

Tenho passeado muito com os meus cachorros, feliz e contente, pelas ruas que cercam a minha casa. Como acabei de acrescentar mais um membro a nossa matilha, todos ficaram um tanto loucos, e me incluo nisso. O fato é que temporariamente, eu espero, todas as vezes que encontramos outros cães é preciso muito cuidado como o comportamento. Para os cães a linguagem corporal é praticamente tudo. Então percebi que o meu novo amiguinho é, como se diz na rua, um marrento. Não exatamente um brigão, mais a sua postura de líder incomoda os outros “lideres de matilha” da área.

Qualquer dia desses vou ficar assim...

No feriadão decidi pegar onda. Estava cansado, estressado, e precisando de alguma paz. Fui com alguns amigos para a Praia do Diabo, ali colada no Arpoador. Horas de boas ondas se sucederam sem nenhum problema. Até que um determinado fulano entrou na água. Um tipo agressivo, daquele tipo que olha você e não mostra nenhuma civilidade. Não houve nenhum incidente, apenas uns olhares…como quem diz: saia daqui agora! Não saímos! Curtimos mais algumas horas e depois fomos embora.

Juntando esses fatos com a mais loucas historias, que conheço, de confronto em cozinhas. Só posso crer que é preciso “adestrar” melhor os comandantes, e os aspirantes. Muitos acreditam que os lideres nascem prontos, mas não concordo.

O que vejo muitas vezes são pessoas com um comportamento assertivo-agressivo, normalmente fortalecido por um ego exacerbado. Então é fácil confundir pessoas que vieram ao mundo com a “personalidade forte” com líderes verdadeiros, porque as outras pessoas acabam seguindo as suas “orientações”, mesmo que por coação.

Em adição é fato que nossa profissão é uma incubadora de egos inflados. Somos um misto de escultor, alquimista, feitor de escravos, e tudo isso com o sorriso da Hebe Camargo estampado no rosto para atender aos clientes. Alguns de nós recebem destaque na mídia, e as coisas só vão piorando. Somos, ao mesmo tempo, bailarinos e ogros.

Não é possível deixar que nossos aprendizes cheguem ao mercado sem preparo para receber a responsabilidade de comandar pessoas. Liderança se aprende na escola também! Com o estudo das características necessárias, com dinâmicas de grupo, e com o exemplo. É claro que não somos super-herois, e falhamos às vezes, mas na maior parte do tempo é preciso se comportar como modelos de liderança.

Correções quando necessário, humor e carinho na medida certa, e equilibro sempre! E, por favor, sem revanchismo. Muitas vezes somos testados. Um aluno ou funcionário mais agressivo, ou outro professor intrometido em seus assuntos. Mas se corrigimos na hora, com assertividade, mas sem agressividade, somos muito mais eficientes. Ninguém precisa ser punido mais de uma vez pelo mesmo erro.

Se ficar dificil…vá passear com seus cachorros, ou vá pegar onda, ou faça alguma coisa que realmente libere o seu estresse. Nessa opção profissional já temos problemas demais.

Boa sorte!

One response to this post.

  1. […] cardápio complexo e o resultado só poderia ser pura Nitroglicerina!(Faço mais comentários num outro post!) No entanto os sorrisos, brincadeiras, gentilezas, e o clima de cooperação transformaram o que […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: