Eu no Destak…

Seguindo a linha de um post anterior, que falava sobre aprender a cobrar e a fazer auto-divulgação, vou mostrar uma página do jornal Destak, publicado aqui no Rio, e distribuído gratuitamente em pontos estratégicos (pelo que pude apurar eles tem uma tiragem de 100 mil exemplares).

Diferente do que acontece normalmente, a notinha não é a meu respeito, nem da minha comida, nem das minhas aulas… mas do meu blog!

Eu no Destak

Fiquei muito feliz em saber sobre a indicação, pois trabalho com muito cuidado para que o meu leitor saia da minha página com a sensação de saciedade, mas que fique com vontade de voltar para ver o que eu preparei de novo. É um bom reconhecimento, estou muito grato!

Mas, como o universo não gira a minha volta, vou falar de uma dica que uma amiga me passou. O programa da Ana Maria Braga tem exibido algumas matérias jornalísticas, e algumas tem relação com Gastronomia. E, dessas, algumas são muito interessantes!

Na outra semana o assunto foi “Facas e cortes”. Como sou fascinado por esse assunto, fiquei logo muito interessado. Foram quatro dias seguidos apresentando um workshop. Cada dia um chef aparecia e mostrava alguma coisa.

O famoso, e conceituado, chef Jun Sakamoto foi o primeiro, falou sobre facas e suas utilidades especificas, hashi, cortes de peixes, tudo isso em pouco mais de 30 minutos. Só achei a instrução para testar o fio na própria unha um tanto perigosa e despreocupada demais, já que se tratava de um programa de televisão para leigos.

Vídeo de Jun Sakamoto

No segundo dia o representante da classe foi Erik Nako. Técnicas de corte, descascar alho e cortar cebolas. Algumas dicas sobre facas. Tudo isso em pouco mais de 25 minutos.

Vídeo de Erik Nako

Guilherme Guzela foi o terceiro chef a se apresentar no tal workshop, mostrou dicas importantes como descascar os legumes antes de iniciar os cortes, mostrou alguns cortes em tirinhas e cubos, e sua crock laranja, em apenas 16 minutos.

Vídeo do Guilherme

The last but not the least! Alexandre Bressanelli apresentou alguns cortes, mostrou o funcionamento da mandolin, demonstrou torneados e deu algumas dicas sobre cocção de batatas.

Alexandre Bressanni

Pensando como professor de Gastronomia preciso fazer algumas anotações para que os meus alunos não entendam que alguns comportamentos são os mais corretos. Por exemplo, todos estavam sem proteção para os cabelos. É fato! Estavam manipulando alimentos sem estar em acordo com as regras da vigilância sanitária. Mas, em defesa de meus colegas, digo que estavam em um programa de TV, e a comida preparada não seria (conceitualmente) ingerida por ninguém.

Outro defeito grande foi a falta de domínio das facas, onde alguns produziram cortes irregulares. Bem diferente do que exijo de meus alunos! Novamente parto em defesa visto que um programa gravado ao vivo (!) produz muito stress. Falo por experiência própria, é duro não “pagar mico” sem contar com as maravilhas da edição.

Reserve um tempinho e divirta-se!

2 responses to this post.

  1. Posted by Grabiela Souza on 31 de outubro de 2011 at 5:28 pm

    Parabéns!!

    Muito sucesso nessa sua jornada. Vejo que aprendeu a “vender” seu peixe. Risos

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: